Como se manter saudável durante o verão

Paciente artigo 1 (Fev 2019)

A estação mais quente do ano requer o cuidado também com a alimentação! Com as altas temperaturas, muitas pessoas perdem o apetite e se rendem somente a petiscos e comidas com poucos nutrientes. Confira abaixo algumas dicas de como se manter saudável durante o verão.
 
Cuide da alimentação

Além de contribuir para o ganho de peso, o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras e carboidratos refinados (doces, pães e massas) faz com que a digestão fique mais lenta, causando desconfortos abdominais. Para o dia a dia, aposte em saladas variadas com folhas, verduras, legumes, raízes e grãos, acompanhadas por alguma carne magra. São opções nutritivas, leves e mais refrescantes. Também invista em smoothies, água de coco, sucos e saladas de frutas. Alimentos ricos em água como melancia, pepino e melão são muito indicados durante o dia.

Atenção: o calor provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, o que pode causar queda de pressão, além de certo grau de desidratação, contribuindo para um mal-estar ainda maior. Por isso, para onde for, leve na bolsa uma garrafinha de água e alguns lanchinhos saudáveis (frutas, mix de oleaginosas e sementes).
 
Mantenha-se hidratado

A hidratação é essencial para repor líquidos e sais minerais perdidos pelo corpo na transpiração. Além da água, os chás e os sucos de frutas são boas alternativas nesses dias mais quentes. A água de coco é outra ótima aliada, já que ela é nosso isotônico natural, rica em vários eletrólitos como sódio, potássio, cloro e magnésio.

Sintomas de desidratação incluem boca, mucosas e olhos ressecados, sede excessiva, longos períodos sem urinar e aumento da irritabilidade. Ela também pode causar fraqueza, cansaço, dores de cabeça, tontura, perda de consciência e, em casos mais avançados, até a morte.
 
Atenção na hora de preservar os alimentos

Um dos principais cuidados da estação é com a preservação dos alimentos, que tendem a se deteriorar muito mais rápido devido ao calor. Destaque para peixes, frutos do mar, queijos, frios e preparações misturadas a leite, iogurte, requeijão e maionese. O calor faz com que as bactérias presentes nos alimentos se reproduzam e se multipliquem com mais rapidez, deixando o alimento impróprio para o consumo. É preciso ficar atento às características como cor, odor, textura e aparência.

Na praia/piscina, é importante levar uma boa bolsa térmica, se possível abastecida com gelo ou sacos próprios para manter temperatura baixa de armazenamento. Levar uma barraca de sol também é indicado, assim, os alimentos também podem ser mantidos na sombra.

Share

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Ver Outra Notícia
CEPEM Exame

Affirm Prone 3D – O novo sistema de biópsia mamária em 3D

No processo de rastreio de nódulos da mama, uma etapa decisiva é a realização de ...

Veja mais

CEPEM Vacinas

Você está em dia com o calendário de vacinas?

A imunização facilita o controle e a erradicação de doenças que podem ser preven ...

Veja mais

CEPEM Médico

Formas de prevenção para as doenças femininas mais incidentes no Brasil

O Dia Internacional da Mulher amplia o debate em relação à conscientização sobre ...

Veja mais

CEPEM Médico

Saúde ginecológica da mulher em pauta

No Brasil, para 2019, estima-se o surgimento de 16.370 novos casos de câncer de colo ...

Veja mais