Outubro Rosa: Período de conscientização sobre o câncer de mama

Médico artigo 2 (Out 2018)

Estamos em um dos meses mais importantes do calendário no que se refere à saúde feminina e alerta/prevenção ao câncer de mama: o Outubro Rosa.
 
Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), para o Brasil, estimam-se 59.700 novos casos de câncer de mama para cada ano do biênio 2018/2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres.
 
Não só durante o Outubro Rosa, assim como em todo o ano, é extremamente relevante reforçar com todas as mulheres a necessidade de incluir hábitos na rotina que ajudem na prevenção contra a doença, como investir em uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos regularmente, manter o peso sob controle e, principalmente, realizar os exames preventivos anualmente.
 
Nesse quesito, nós do Centro de Estudos e Pesquisas da Mulher (CEPEM) estamos sempre em busca das mais recentes tecnologias para nossos equipamentos de exames de diagnóstico, assim como buscando os profissionais mais experientes e com excelente formação no mercado, de forma a garantir laudos precisos e seguros.
 
O CEPEM também se preocupa com o bem-estar e tranquilidade de seus pacientes durante a realização dos exames. Por isso, além de toda a informação disponível sobre a importância da realização de exames preventivos, decidimos investir em salas humanizadas para realização dos procedimentos, de forma que as pacientes se sintam mais tranquilas, relaxadas e confiantes durante os exames. Também incluímos aparelhos com tecnologia moderna, com o Pristina, que possui um exclusivo controle remoto no estilo “self-compression”, de forma que a própria paciente possa controlar a compressão da mama no momento do exame, minimizando a dor.
 
Além do medo e da ansiedade pelo resultado dos laudos da mamografia, muitas mulheres ainda somam o receio por sentir dor e desconforto nas mamas durante o exame. Com o Pristina, o médico especialista faz a compressão segura da mama de forma a garantir a visualização plena de todos os tecidos e, a partir disso, a paciente, com o controle remoto, comprime o restante, até o ponto em que ficar confortável.
 
Já em relação às salas humanizadas, as pacientes realizam o exame em um espaço com música ambiente bem tranquila, imagens relaxantes de natureza passando em dois televisores de LCD e luz ambiente de LED amarela no local, que inspira a calma, com o intuito de melhorar o bem-estar físico e psicológico das mulheres que estão realizando os exames. Esse tipo de ambientação minimiza a tensão. Ao trazer esse diferencial, oferecemos conforto, acolhimento, carinho e proximidade com nossas pacientes, o que segue a forma como trabalhamos no CEPEM.

Share