Sarampo: Como prevenir

s1

O aumento considerável de casos de sarampo no país vem sendo uma das principais preocupaçõesda população e de órgãos de Saúde. O Brasil faz parte de uma epidemia global. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o número de casos de sarampo no mundo triplicou no ano passado.

O que explica o surto de sarampo no Brasil? A cobertura vacinal da patologia no país está abaixo do patamar ideal, que é acima de 95%. Pelas informações do Ministério da Saúde, em 2018, este índice, relacionado à vacina tríplice viral em crianças de um ano de idade, foi de 90,80%.

O baixo índice de imunização pode ser explicado por várias razões: medo de reação à vacina; desconhecimento de que existe um calendário de vacinação específico para adultos e idosos; notícias falsas disseminadas por grupos antivacina e, principalmente, falsa sensação de segurança, já que muitas doenças parecem estar controladas.

A doença é altamente contagiosa, uma pessoa infectada pode transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes. A conscientização da doença e da forma de prevenção ajuda a controlar a disseminação da epidemia. Saiba mais sobre o sarampo:

O que é o sarampo?

É uma doença infecciosa grave, causada por um vírus. Pode ser contraído por pessoas de qualquer idade e, dependendo do quadro, pode ser fatal. Sua transmissão se dá de forma direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções expelidas pelo doente ao tossir, espirrar, respirar e falar.

Sintomas

Os sintomas incluem febre alta(acima de 38°C), com duração de quatro a sete dias, e manchas avermelhadas na pele (exantema maculopapular). Geralmente, aparecem entre 10 e 12 dias após o contato com o vírus e podem vir acompanhados de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal. Pode causar possíveis complicações como infecções respiratórias (broncopneumonia e pneumonia), otites, diarreia grave e doenças neurológicas, como encefalite (inflamação do cérebro).

Tratamento

Não existe tratamento específico contra o sarampo. São utilizados medicamentos para reduzir o desconforto ocasionado pelos sintomas da doença.

Prevenção
A vacina é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo. A imunização é feita por meio da vacina Tríplice Viral, que ainda imuniza contra a rubéola e caxumba. A orientação é: pessoas com até 29 anos que nunca tenham tomado a vacina devem tomar duas doses, com intervalo de 30 dias; de 30 a 49 anos, uma dose basta; quem tem mais de 50 não precisa se vacinar porque provavelmente já teve contato com a doença.

 

O Centro de Vacinas CEPEM conta com a Tríplice Viral, além de diversas outras vacinas para reforçar a sua imunização. O seu calendário está em dia? Venha saber mais: https://www.cepem.med.br/vacinas/

Share

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Ver Outra Notícia
CEPEM Geral

Ações de Combate ao COVID-19

O CEPEM vem adotando diversas medidas e protocolos para garantir a segurança de paci ...

Veja mais

CEPEM Exame

Teste Covid-19 disponível no CEPEM

CEPEM agora realiza teste Covid-19. Disponível a domicílio e em nossas unidades. ...

Veja mais

CEPEM Geral

Data do mês: Dia da Mulher

Oficializado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, o chamado Dia Inte ...

Veja mais

CEPEM Geral

Autoestima da mulher: serviços e tratamentos para incentivar o autocuidado

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o CEPEM vem reforçar o importante papel ...

Veja mais